Verso

Ainda que poucos me ouçam

Ainda que poucos me vejam

Ainda que exista caminho sem pés

Ainda que exista céu sem asas

 

Eu ainda estarei olhando para o Sol

Caminhando numa orbita errante

Contemplando

A melodia do universo

E a leveza do tempo

 

Pois caminho na minha própria existência

E voo nas asas do meu pensamento

Onde as nebulosas brilham

E os astros se formam

 

Ainda que poucos ouçam

A melodia dos meus pensamentos

Ainda que poucos vejam

A leveza dos astros.

 

Eu ainda estarei caminhando no universo

Procurando meu próprio verso

Anúncios

Um comentário em “Verso

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s