Meus Passos

Estou num labirinto

Seu fim, é a minha morte

Procuro entre as paredes

A essência de sua existência

Mas nada vejo…

Além dos enigmas cobertos pelo luar

 

Poderia enfrentar os espinhos

Que me ferem a cada passo

As bestas cinzas

Que iludam meus pensamentos

Os símbolos negros

Que escondem o brilho e o poder

 

Sim, poderia…

Correr leve para estrela

Respirar a suave melodia

Da esfera-viva que gira e canta

Sim….sim…

 

Sim!

Eu esmagaria o ciclo bem-mal

O pó que irrita os olhos

E o fogo que queima as mãos

Mas faria muito mais

Se nos caminhos estreitos

Encontrasse a cada passo

Mais que meus passos

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s