O tempo

Acordei um pouco estranho, era como se eu não estivesse aqui, como se eu não devesse estar aqui. Ao olhar no espelho vejo quanto tempo passou e quanto tempo ainda tenho, comparo com a foto de quando tinha catorze anos de um lado, e do outro a foto de meu pai com cinquenta anos. A vida é muito delicada, ninguém sabe quando vai acabar e por um tempo achei que devesse saber.

Estou indo para meu laboratório, estou dizendo isto pois vocês não podem me ver, e é hilário, pois gastei todo meu dinheiro construindo meu laboratório, depois que fui expulso por não concordar com experimentos agressivos a humanidade. Ou eu concordaria em criar uma nova e incrível máquina para o exército, e olha que nem era daqui, era para os estadunidenses, ou eu seria expulso do meio científico, acabariam com minha carreira e eu sei que eles conseguem fazer isto, pois é o que eu estou vivendo agora. Nem sei se vale apena gravar tudo isto, mas se vocês estiverem me escutando, saiba que eu prefiro morrer do que incentivar a atos contra as pessoas.

Bom, tenho mais um pouco de alimento, para mais um mês, talvez dois se eu racionar. Então acho que posso tentar mais um pouco, não posso parar e fazer minhas pesquisas, até pensei que não receberia mais nada do governo, pensei que não me pagariam o último mês, acho que eles não queriam me pressionar, sabe, pensaram que eu me arrependeria, mas eles estavam enganados. O resultado é que vendi quase tudo, até meu celular, não tenho como gravar vídeos, então estou usando este antigo gravador de fita cassete, vou ter que gravar em cima das músicas de meu falecido pai.

Vocês não podem ver, mas eu tenho um tubo de ensaio contendo milhares de nano-robôs, cerca de cem miligramas. Eu os chamo Oigólers, sim é relógio ao contrário, não encontrei um nome mais adequado, por enquanto vai ficar assim, pois na verdade eles fazem justamente isso, contar o tempo de forma inversa, vocês já vão entender. Eu espero que sejam várias pessoas que estejam me ouvindo no futuro.

No início da pesquisa eu usava telômeros para calcular o envelhecimento de uma pessoa, mas isto era antes de tudo uma forma de calcular a aceleração com que o tempo estava passando e não o tempo final em si, também, é claro consegui com dificuldade calcular o tempo exato que uma pessoa estava viva, desde a fecundação. Mas eu agora estou em outra etapa, calcular o tempo que a pessoa tem até morrer nas condições atuais, a utilidade é gigantesca, poderia prevenir doenças que iriam ocorrer usando as variações das medidas.

Eu estou gravando isto, pois eu não tenho cobaias e preciso testar em alguém, bom só sobrou eu. Assim sendo vou testar em mim primeiro, a princípio não vou sentir nada mas pode acontecer imprevistos, principalmente psicológicos, mas estou preparado.

Droga! Como isso dói! Não era para doer…. Parece que minhas veias estão pegando fogo!

Só para saberem, estou deitado no chão a quase uma hora, e muito tonto, eu tive que trocar de fita. Para calcular o meu tempo, eu criei extrator de informação, para os nano-robôs se comunicam com este, ele é na verdade um cubo bem denso, toda informação consigo por ele.

Estou sentado no sofá, e este cubo duro não quer me dizer nada, isto significa que eu fracassei.

Eu não estou gravando apenas para registrar este acontecimento, mas sim para lhe dizer que não posso mais retirar estes Oigólers do meu corpo, e se eles não fazem o que foram programados, então estão fazendo algo errado, não preciso mais deles, sei que meu tempo é muito curto agora. Bom ao menos sei que vou morrer olhando para o céu.

Meus experimentos foram um fracasso esqueçam isto, e usem outros métodos se tentarem. Todo meu corpo está dormente, mas estou calmo, e não foi um suicídio foi apenas um erro. O tempo acabou.

FIM DO ÁUDIO.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s